Wishlist Inverno

Agora que o Inverno está a chegar, a minha pele começa a ficar bastante seca e os tons de maquilhagem mudam. De batons rosas e olhos simples com muito brilho,passamos para olhos mais esfumados com azul/verdes e cinzentos e lábios cereja e mais escuros.

A colecção não está nada má e já consegui encontrar alguns produtos que vão ficar para sempre na minha colecção mas também existem alguns dos quais me vou querer livrar para comprar novos produtos.

5155

Uma colaboração com a Youtuber Sophie does nails. Esta paleta parece-me bastante completa em relação e acho que se substituir esta pela minha da Sleek Garden of Eden que não uso e a minha Unicorns are real acabo com uma paleta mais completa e mais maleável para o dia à dia.

5131

Um iluminador líquido? Holográfico? Yikes! A verdade é que isto parece um sonho para os olhos e cara especialmente com o meu Snowflake da Essence por cima! Como no Inverno fico muito pálida este iluminador é excelente. Ainda não está à venda na Maquillalia ou Primor mas soon… Soon…

30856_107

Uma base em creme para peles secas. Não sei o que se passa com as marcas de catálogos mas são das poucas ainda a dar alguma atenção a peles muito secas, já que as grandes marcas ou fazem bases para peles secas mas morenas ou para peles oleosas e peles claras. Esta ao menos tem a cor clara beige 100 que é a minha cor e parece um bocado difícil de tirar por não ter espátula (vamos lá Yves Rocher nem podemos comprar uma em separado?) mas de resto parece ser um bom investimento.

wet-wild-color-icon-metallic-liquid-eye-shadow-aquatic-prism

Adoro sombras líquidas e como podem ver holográficos estão na moda! Acho que para uma noite fora fica espetacular e dá para esfumar com um bocado de azul ou preto e boom! Look super simples.

maxresdefault

 

Apesar de ter imensos batons estou sempre à procura de boas fórmulas e a Nabla parece-me ser uma marca com qualidade. Batons líquidos podem acabar por ser um desastre: ou a cor não fica uniforme ou o batom pode ser muito desconfortável nos lábios. E eu, em especial, adoro cores escuras que são as piores para acertar com fórmulas. Por isso nada melhor que um vermelho vinho para testar estes batons.

Advertisements

Cronograma Capilar Veganos

Enquanto que em Portugal cosméticos cruelty free e vegans começam a ser cada vez mais frequentes, o mesmo não se pode dizer da opção em relação a cabelos. No entanto isso não significa que não possamos pegar em produtos naturais e usá-los no nosso cabelo! Hoje trago-vos imensas receitas e produtos para que possam fazer o cronograma capilar sem problemas.

Agora antes de lerem este post, devem ir por favor ao blogue da espectacular Rita do Serviço Secreto Femininos ou juntar ao grupo mais fixe do Facebook! Isto porque o CC que vocês vão fazer vai depender de uma série de factores que a Rita explica nesse post. Não se esqueçam que se lavam o cabelo todo o dia, só podem usar as vossas máscaras com intervalos de 48h para elas poderem actuar. Se lavarem o cabelo todos os dias usem só champô na raíz e condicionador (e a maioria das máscaras) das orelhas para baixo.

O que é que vão precisar? Fruta, óleos e uma grande viagem ao supermercado e ao Celeiro.

HINT: Este post não é patrocinado pelo Celeiro. Existem N outros sítios que possam ir mas por norma o Celeiro está em todo o lado 🙂

apples-kiwi-oranges-fruit-51335

 

Máscaras de hidratação:

  1. Hidratação média: Meio copo de mel vegano (ver receita aqui) + 1 banana – esmagar e combinar tudo – espalhar das orelhas para baixo – esperar 30 min – enxaguar – passar o condicionador
  2. Hidratação média: Meio abacate + 1 iogurte côco + 2 colheres mel vegano – esmagar e combinar tudo – espalhar das orelhas para baixo – esperar 30 min – enxaguar – passar o condicionador
  3. Hidratação apaziguar o couro cabeludo: Pegar numa folha de aloé vera, abrir e deitar a baba na liquidificadora e misturar – espalhar pelo cabelo todo – esperar 20 min. – enxaguar – passar o condicionador
  4. Mega Hidratação: 2 colheres de mel vegano + meia manga + 1 banana + 1 iogurte – esmagar e combinar tudo – espalhar das orelhas para baixo – esperar 30 min – enxaguar – passar o condicionador
  5. Hidratação sem lactose: Meio copo de leite de amêndoas ou coco + 2 colheres de Aveia + 2 de mel – esmagar e combinar tudo – espalhar das orelhas para baixo – esperar 30 min – enxaguar – passar o condicionador
  6. Não é para comer: 4 cubos de chocolate preto + 1 iogurte de soja + 2 colheres de mel – derreter o chocolate e combinar tudo – espalhar das orelhas para baixo – esperar 30 min – enxaguar – passar o condicionador

 

Nutrição:

Na etapa de nutrição se fizermos o esquema do CC onde haja duas etapas de nutrição, comprem a máscara da The BodyShop de banana

banana-truly-nourishing-hair-mask-2-640x640

Agora para humetações:

Para não complicar muito com medições e isso, sugiro que usem só e apenas manteigas E óleos vegetais prensados a frio e não essenciais. Se não disser prensado a frio nem comprem! Óleos para humetação podem ter um ingrediente: o óleo e ser extraídos a frio!

Colocamos uma destas misturas no cabelo sujo durante pelo menos 3 horas e colocamos uma touca de plástico.

Passamos condicionador (livre de petrolatos/silicones) pelo cabelo todo SEM ENXAGUAR enluvando as madeixas. Por norma eu uso 200 gr de condicionador por humetação esperamos com o condicionador entre 40 minutos – 1 hora e depois sim passamos por água o cabelo.

Podemos colocar sérum mas não podemos secar com qualquer fonte de calor porque os óleos podem não ter saído totalmente do cabelo e podemos fritar o cabelo sem querer. As medidas depende do que o vosso cabelo precisar, por norma coloco meia colher ou 2 gotas de cada óleo.

  1. Cabelos cacheados e secos: óleo amêndoas doces + manteiga karité + óleo jojoba
  2. Cabelos lisos e secos: Óleo de côco + manteiga karité + óleo cenoura
  3. Cabelo fracos: Óleo argan + óleo de abacate + óleo calêndula
  4. Todos os cabelos: azeite extra virgem acidez 0.3
  5. Cabelos quebradiços: óleo de linhaça + óleo de jojoba + manteiga de cacau
  6. Cabelo com química: óleo rosa mosqueta + óleo uva + óleo argan + óleo de calêndula + óleo jojoba

Reconstrução

Esta foi a etapa mais difícil! Ovos, gelatina! Meu deus é tudo que os veganos não usam e pior ainda, as receitas pediam sempre uma máscara de reconstrução e, como sabem, em PT não há máscaras de reconstrução veganas. No entanto graças ao agar e ao vinagre de frutas consegui pelo menos duas receitas.

Cabelos oleosos: 

2/3 colheres de argila verde em pó + vinagre de maçã (ou de frutas, nunca de vinho) – colocar 20 min no cabelo – enxaguar e colocar condicionador

Com colagénio:

Gelatina de agar – água – máscara de nutrição

Preparar a gelatina e misturar com a água, adicionar 1 colher de máscara na mistura e depois passar pelo cabelo. Deixar no cabelo 30 minutos – enxaguar e passar o condicionador

Técnica de pré-poo

Pré-poo consiste em colocar mel ou óleos vegetais nas pontas do cabelo 15 minutos antes de lavarmos para evitar agressões do champô. Como todos os champôs veganos são livres de parabenos, sal, sulfatos e silicones esta opção fica para quem quiser um extra no cabelo.

Após a lavagem

Séruns:

  1. Óleo de macadamia – previne duplas pontas e desembaraça o cabelo
  2. Óleo de argan – confere aspecto saudável, dá elasticidade aos fios e brilho, protege contra agressões naturais e químicas
  3. Dr Organics Moroccan Argan Oil – para um cabelo leve e sedoso
  4. The BodyShop serum com uva – reduz o frizz e dá brilho
  5. Inecto serum côco  – reduz o frizz
  6. Óleo de cartamo – estimula e fortalece o crescimento dos cabelos

Protector térmico:

19437302_832888153529109_818685575151193421_n

O único protector térmico vegan que encontrei e só pode ser encomendado de Espanha, esqualeno de origem vegetal é excelente para colocar antes de secar com o secador ou colocar a prancha. Custa 7.90€ e pode ser comprado pela Maquillalia.

Cronograma Capilar – Ampolas Novex | Dex5 | Jaborandi | Óleo Argan

Desde que comecei o meu Cronograma Capilar para recuperar o meu cabelo das químicas que fiz, necessitei de potencializar as máscaras que utilizo. Para hidratação tenho usado a máscara da Petit Marsailles – argila branca e para nutrição uso a de azeite da Ziaja. Como a da Ziaja não tem muitos óleos nos ingredientes, costumo potencializar com óleo de amêndoas doces, linhaça ou jojoba. No entanto como ainda não tinha comprado óleo de argan, decidi usar uma ampola da Novex uma vez com a máscara da Ziaja e adorei o resultado. A partir daí foi amor à primeira vista com estas ampolas.

Dex5 – Hidratação (a ser adicionada a máscara com panthenol/glicerina)

 

dex5-ampola-10ml

Ingredientes:
AQUA, PPG-5-CETETH-20, PROPYLENE GLYCOL, BIS-CETEARYL AMODIMETHICONE, GLYCERIN, PANTHENOL, PARFUM, ALPHA-ISOMETHYL IONONE, BENZYL SALICYLATE, PHENOXYETHANOL, CETEARETH-7, CETEARETH-25, SODIUM PCA, ARGININE, PROLINE, SERINE, ACETYL CYSTEINE, DMDM HYDANTOIN, DISODIUM EDTA, CI 15510, CI 47005, CI 42090.

Estas ampolas adiciono à minha máscara da Petit Marsailles por achar que poderia estar a tornar a parte da descoloração mais seco. O aspecto foi melhorando contudo achei melhor comprar a solução dex5 que é uma autêntica bomba de hidratação para o nosso cabelo. Se têm cabelo secos, tanto a solução como a ampola são boas apostas.

EDIT: Após consultar os ingredientes, a ampola é para a fase de Reconstrução (Máscaras com queratina) e não para Hidratação! O que é estranho porque tudo da Dex5 é para Hidratação da Colecção da Novex. 

Jaborandi – Hidratação (a ser adicionada a máscara com panthenol/glicerina)

jaborandi-ampola-10ml

*Quais são os benefícios do Jaborandi para o cabelo?
– Proporciona um crescimento renovador dos fios;
– Ajuda a combater a queda de cabelo e fortalece os fios;
– Potencia a regeneração das células do couro cabeludo;
– Auxilia no combate à seborreia.

INGREDIENTES:
AQUA, GLYCERIN, BEHENAMIDOPROPYL DIMETHILAMINE, SHEA BUTTER CETYL ESTERS, PILOCARPUS PENNATIFOLIUS LEAF EXTRACT, PARFUM, LINALOOL, BIS-CETEARYL AMODIMETHICONE, LACTIC ACID, HYDROXYETHYLCELLULOSE, PEG-90M, CETEARETH-7, CETEARETH-25, METHYLISOTHIAZOLINONE, METHYLCHLOROISOTHIAZOLINONE, SODIUM SULFATE, CI 19140, CI 42090.

Embora não tenha seborreia nem muita queda, gosto de de vez em quando usar algo para estimular o fortalecimento dos fios. Nunca tive um cabelo fino e quebradiço, no entanto depois de 2 químicas o cabelo não resiste e esta ampola de jaborandi com o óleo de linhaça são os meus truques para fortalecer o cabelo.

Óleo de Argan – Nutrição (a ser adicionada a máscara de óleos)

argan-ampolas-10ml

Ingredientes:
AQUA, GLYCERIN, CETEARETH-20, CETEARYL ALCOHOL, HYDROXYETHYL UREA, STEARAMIDOPROPYL DIMETHYLAMINE, BEHENTRIMONIUM METHOSULFATE, PEG-12 DIMETHICONE, BENZYL ALCOHOL, LACTIC ACID, QUATERNIUM-82, PARFUM, BENZYL SALICYLATE, D-LIMONENE, CETRIMONIUM CHLORIDE, PARAFFINUM LIQUIDUM, BENZOIC ACID, SORBIC ACID, AMODIMETHICONE, CI 19140, ARGANIA SPINOSA KERNEL OIL, OLUS OIL, PHENOXYETHANOL, CI 14700, CAMELINA SATIVA SEED OIL, CITRIC ACID.

Por apenas 1.75€ esta ampola funciona para deixar o cabelo super macio e com aspecto mesmo saudável. Costumo adicionar à máscara de nutrição de 15 em 15 dias, mas adiciono apenas um pouco à máscara. Honestamente o resultado entre colocar um pouco e uma ampola inteira é o mesmo no meu cabelo. Se acham que o vosso cabelo pode precisar de algo extra, esta ampola é ideal.

*todas as informações de ingredientes e sobre os produtos foram tirados do site da Embelleze: https://embelleze.pt/produtos

Material Girls: the Fiendish Pitfalls of Fashion

22749847

(ARC copy given by NetGalley)
Author: Elaine Dimopoulos
Publication:  5th May 2015
Publisher: HMH Books for Young Readers
Review by Lady Entropy

“In Marla Klein and Ivy Wilde’s world, teens are the gatekeepers of culture. A top fashion label employs sixteen-year-old Marla to dictate hot new clothing trends, while Ivy, a teen pop star, popularizes the garments that Marla approves. Both girls are pawns in a calculated but seductive system of corporate control, and both begin to question their world’s aggressive levels of consumption. Will their new “eco-chic” trend subversively resist and overturn the industry that controls every part of their lives?         Smart, provocative, and entertaining, this thrilling page-turner for teens questions the cult like mentality of fame and fashion.
         
Are you in or are you out?

I really enjoyed this book. As someone who has a secret guilty pleasure reading fashion YA books (I request all I can find in NG), I was surprised to find this one to be a lot more than just designer name-dropping or reality shows stories.

There is actually a message behind it. And more importantly, there is actually consequences for the heroine’s actions.

Also, and something I can’t stress enough is important while writing outside our own era and reality, there is actual world-building.

It’s half past the near future, and creative jobs (like singing, acting, choosing fashion) are now handed only to “the elite”, teenagers who are selected upon joining high school for their skills. Teenagers go to work like adults, and earn the highest income of the house — assuming they are part of the elite. If not, they are limited to going back to school, and looking forward to becoming “baselines” and making a modest living at best.

Marla Klein might be past her prime (16 year old! ew!) but she knows fashion when she sees it — she refuses to compromise her taste and ideals, even when it means risking the wrath of her superiors. And that gets in demoted quickly to a mere fashion sketcher.

On the other side of the spectrum, we have Ivy Wilde, a singing sensation, the Wilde Child of the music world. She is tired of the falseness, the idiocy, the synthetic life people like her are expected to live just because the rest of the world is too stupid to know better.

This book, then, follows two girls who are very disenchanted with the world society is set up today — eventually they cross paths and work together, even if Marla’s fall made her be at the lowest strata in the creative industry.

It unfolds in a very elegant, very organic plot, even if the final conflict does miss a certain… bang. I do like the ending, a twisted, sad and bizarre reflection (can’t clarify without spoiling). I also quite enjoyed the suggested list of reading and research the target audience could search to inform themselves — I love books that teach me new things. This helped add an extra layer of love for the book — Hunger Games, Battle Royal and Divergent (okay, maybe _not_ Divergent) are fun to read but they feel like “something that would never happen”. They lack the punch to the gut of feeling “this could be our reality one day”. “Material Girls is much closer to our world, it already is, to a point. It makes the book much more poignant, much more “kick in the feels” because, in a way, it is already happening. And it is damn scary.

As for the low points, I wish, really, that Marla mother didn’t suffer from the “plot convenient volte-face”. She became a completely different person, at a drop of a hat because it was “convenient” to up the ante, when until then she had been a loving, understanding mother, and it wasn’t Marla’s fault AT ALL what was done. I wish she had been handled better as she went from fully supportive to screaming harpy for no reason. At least I’d wish I’d get some subtle warnings about her true personality before.

All in all, a damn fine read for any YAs (and some adults) out there who are not only interested in fashion for fashion, but would actually like to know more about the behind-the-scenes of how big fashion houses work, and maybe think of finding a career in that world.

Fangirl_15: So This Is What MetaFiction Looks Like

22858073
(ARC copy given by NetGalley)
Author: Aimee Roseland
Publication:  8th July 2014
Review by Lady Entropy

Chloe is in love with Lucien.

He’s enigmatic, compassionate, generous and intelligent. Likes classical music just as much as kicking ass and knows his way around a kitchen, though he’d never admit it. He’s gorgeous yet humble and can’t see past his own scars.

The only problem is that Lucien is a character in a novel.

The Dark Riders is one of the best selling paranormal romance series of all time, and it was destined to have eight installments, one for each of the brothers-in-arms. Except the writer died. Worse yet, book seven was finished by some poser that thought killing off one of the main characters would bring a more modern twist to the finale.

Chloe is absolutely devastated by the news that one of her “friends” is dead and that the series is canceled. A midnight escape from the locked office lands her in a deserted parking lot after hours where an unseen force has been waiting.  This supernatural assault strands her in an alternate reality where the Dark Riders are real and the horrible ending created by the publisher hasn’t happened yet.

The greatest strength of this book is how meta it is: an almost obsessive fangirl of a famous romantic urban fantasy series (coughBrotherhoodoftheBlackDaggercough) lives a boring life, wishing she lived in the books she so much loves. Her favourite author dies, leaving another author nobody likes, to complete the series and ruining it forever. And, then, she wakes up inside her beloved series, and proceeds to impress everyone with her secret knowledge of the world, gets adopted into the family and a life of luxury, and ends up finding her amazing powers (and romance with her favourite male character (coughZsadistcough) and never being the victim ever again.

As far as wish-fulfillment fantasies go this is the typical one (a better life + superpowers + wealth + a clique + hooking up with favourite character + being seen as beautiful), but I actually found myself liking how it was pulled off. Now, I know a lot of readers will be turned off by what amounts to Brotherhood of the Black Dagger self-insertion fanfiction (let us not kid ourselves, it is what this is, to the point where I was already addressing the book characters by their BoTBD counterpart’s names in my head — despite the nod to the Dark Hunter series). However, it is still written in a way that I could not fault the writer for, and I still empathized with the main character – certain parts were heartwrenching (I can totally relate to seeing someone taking a favourite book series of yours, and handing it to someone who basically ruins it while desperately trying to get more money out of it – the Chronicles of Amber comes to mind.)

I think the author tapped into a very specific aspect of being a fan of a series of books and managed to put into words things that we all felt before, and that is, I feel, the strong suit of the book.

Ultimately, I think I would recommend this to BotBD fans, because if you take away that particular aspect of the novel, it ends up losing most of its entertaining value, and you miss most of the nods to the main series.

O lago perdido

250_9789897261367_lago_perdidoLago perdido
Sarah Addison Allen
Quinta Essência
280 páginas
4star

 

 

 

 

 

 

synopsisbutton

Uma história bela e arrebatadora sobre amores antigos e novos, e o poder das ligações que nos unem para sempre…
A primeira vez que Eby Pim viu Lago Perdido foi num postal. Apenas uma fotografia antiga e algumas palavras num pequeno quadrado de papel pesado, mas quando o viu soube que estava a olhar para o seu futuro.
Isso foi há metade de uma vida. Agora Lago Perdido está prestes a deslizar para o passado de Eby. O seu marido George faleceu há muito tempo. A maior parte da sua exigente família desapareceu. Tudo o que resta é uma velha estância de cabanas outrora encantadoras à beira do lago a sucumbirem ao calor e à humidade do Sul da Georgia, e um grupo de inadaptados fiéis atraídos para Lago Perdido ano após ano pelos seus próprios sonhos e desejos. É bastante, mas não o suficiente para impedir Eby de abrir mão de Lago Perdido e vendê-lo a um empreiteiro.
Este é por isso o seu último verão no lago… até que uma última oportunidade de reencontrar a família lhe bate à porta.

Livro recebido pela editora para review honesta

O Lago perdido é a viagem mais negra que Allen fez no seu percurso literário. Se os seus outros romances traduzidos carregavam um ambiente mágico, o Lago perdido é mais complexo, carregado de personagens e temáticas a elas associadas. O livro “fede” a morte: Kate e Eby são viúvas, Wes viu o seu pai e irmão morrer, Lisette sente-se culpada por um homem se ter suicidado por ela. São estes os pontos de partida que leva as personagens a mudar. Mas nem por isso o lago tem menos encanto. Se o início algo lento devido aos capítulos grandes pode demover um leitor mais habituado a uma história leve, por outro apela à reflexão de diversos temas através da personalidade e história das personagens. Ao mudar o foco constante de personagens, Allen deixa que o único protagonista, o lago, atraia e manipule os que o rodeiam. Tal como as suas personagens, o lago está perdido, escondido algures num lugar remoto.
Cada personagem está a aprender com os erros do passado e a tentar contorná-los no presente. Kate tenta ser uma mãe melhor, mesmo depois da perda do marido; Eby está dividida entre vender a propriedade após a morte de George, Wes luta contra a memória do seu falecido irmão, Lisette recusa os avanços amorosos de Jack, por sentimentos de culpa, mesmo estando apaixonada por ele. Todas estas personagens encarnam o tema universal da morte e de como se luta contra o sentimento de perda. Kate tem a filha e um antigo amor; Eby tem a propriedade tal como Wes e Lisette tem Eby como sua amiga.
Existe ainda um enorme paralelismo entre esta obra e o romance de Faulkner. Em ambas as histórias, a personagem principal é algo inanimado: o lago e o cadáver de Addie, o enredo revolve à sua volta no início ao fim mesmo que estas personagens não tenham direito a uma fala. A sua existência destabiliza tudo em seu redor.
No Lago perdido, Wes fala do seu falecido irmão que queria ser um crocodilo e Devin fala e vê um crocodilo no Lago Perdido. Na minha morte, Vandarmar, o filho mais novo quando vê o cadáver da mãe associa-a à imagem do seu peixe que morreu e diz: A minha mãe é um peixe.
Por ultimo, em ambas as obras as personagens fazem uma viagem grande para enterrarem o passado e começarem de novo, no Lago perdido ou depois de enterrarem Addie.
O Lago perdido pode ser lembrado como uma incursão negra nos romances de Allen, talvez devido à sua recente luta contra o cancro que coloca todo o nosso mundo mágico menos encantado. Contudo, a autora encontrou neste canto mais escuro algo que vale muito a pena ler. Porque quando arrancamos de nós personagens tão fieis e reais, combinamos temas intemporais e criamos uma obra lindíssima, é impossível não querer regressar a este mundo destruído de forma tão harmoniosa.

REVIEW – Gilded Flower series

Gilded Lily
Calla Lily
Vivian Winslow
Self-published
E-books provided by the author for an honest review

NOTE: Tomorrow comes out the third book: Tiger Lily! Check the links below after the review, there’s a button there that says buy ebook and it will direct you to Amazon.
synopsisbutton

After catching her fiancé Jack in bed with her sister the day before her wedding, New York socialite Lily Baron escapes to Rio, her honeymoon destination—alone. There, Marcelo, the dark and sexy hotel masseur, releases a heated passion Lily had never experienced with Jack. When Lily meets handsome and powerful Brazillionaire Gustavo de Lima, she can hardly resist him. There’s just one problem. He’s married. In this uber-sensual city, will Lily’s reluctance to be with a married man, in light of her own fiancé’s betrayal, give way to her burning desire for Gustavo?

Having experienced a profound personal and sexual awakening during her solo honeymoon to Brazil, New York socialite Lily Baron rushes back to New York upon hearing the news that her father has fallen ill. Now, Lily must take the helm of the Baron Media empire and fend off a high-stakes hostile takeover attempt. With the fate of the company hanging in the balance, will Lily be able to resist the advances of the luring, unwanted suitor in the boardroom as well as the bedroom?


It has been a while since I have read an erotica book, if you have been paying attention to this blog, you can see that I have been choosing carefully the authors. After a string of poorly written novels, reading Lily’s story was really nice. I held no expectation before reading these two novellas, I no longer believe in 5star reviews, which state that the book is amazing and awesome. I wanted more while reading it and I got it.

Now let’s not believe that the Lily trilogy is an award winning series or even something highly complex. It is not. The novellas have 76 pages, hence the action is fast and the reader must pay attention to little details – sentences that the characters say – the way they act in order to understand their personality and what Lily story is all about.

Personally, Lily is not only about sex. While the first novella is about her finding her sexual identity, the second book focuses more on her professional life. She was someone with no clue regarding pleasurable sex, her fiancé was awful in bed and a cheater. In order to discover what she enjoys, Lily takes on different partners (Todd, Marcelo and Gustavo). She is a free woman and as such she has very few limits. And this is where the novella gets tricky. Lily is a woman of beliefs: she was cheated on so she will never accept a relationship with a married man, however she can’t deny her attraction to Gustavo and the plot is almost cyclical in the first book. Lily is learning how to live after a devastating breakup and we, as readers, watch her making decisions and mistakes and learn with them.

The second book is more filled with doubts and anger. It focus on Lily’s thoughts and struggle between duty and her feelings. It is good to see that she is getting stronger and with more depth: she loves Gustavo but she has to keep her father’s business. Another interesting thing is that you have no idea how this is going to end. Will Lily find true balance between lust, love and her job? Will she need to give up anything? If so, will she give up love for duty? The cool thing is: anything that she chooses will say a lot about her. If she chooses love, she will prefer safety and a warm and secure future. If she chooses duty: she is free to explore her sexual experiences and maybe will lose love and return to “an empty apartment”.

Being a novella, there are some details that are left unexplored for example there are few descriptions and few romantic scenes. Everything is action packed and fast which lacks in a more thorough exploration of setting and depth. However for 90 cents, these novellas are a really cool way to relax and perfect for a steamy read at the beach.

linksbutton

Amazon | Kobo | Goodreads | Facebook |Barnes & Nobles

buyebookbutton

authorinfobutton

Having spent most of the last two decades abroad, Vivian Winslow currently resides in New York City with her husband and two grade school-aged children. Her stories are heavily influenced by her ex-pat experiences. The Gilded Flower Series is her first foray into erotic romance.