A Tidy Friday foi cancelada porque “infelizmente não foram recebidas pelo mercado com o entusiasmo”

THIS IS NOT A TIDY FRIDAY!

Aqui como não somos diferentes das editoras achamos que a Tidy Friday não está a dar o lucro que achamos que ela merece e por isso decidimos cancelá-la. A regularidade da rúbrica trazia um novo fôlego ao blogue, contudo com as mudanças na minha vida pessoal foi cada vez mais difícil manter algo regular sem ser as reviews. Ainda escrevi uma nova aqui na Polónia, mas a receptividade esteve longe de ser a ideal ou até mesmo equivalente à anterior.

Por falar nisso, as críticas também andam um bocado abaixo do que considero ideal para um blogue com quatro anos… Se calhar também é melhor acabar com as reviews… e por falar nisso, o número de seguidores também anda mau… acho que o melhor é mesmo pegar na vodka que aqui é barata e afogar as minhas mágoas com ela.
Continue reading

Advertisements

Tidy Friday: from Poland

66ca5-tidy_friday

Estava uma Ruiva feliz na cama a terminar de ler um livro quando se apercebe que tinha prometido que a Tidy saía hoje…. *grumble grumble* sai a Ruiva da cama e vem para o pc martelar no desgraçado.

Faz hoje sete dias que cheguei à Polónia, finalmente Portugal viu-se livre de mim, aqui vai o FAQ da minha estadia:
– Mas Ruiva vai ser para sempre?
Não, eu volto em Junho. São só por 4 meses.
– Ahhhh e fostes para aí trabalhar?
Não, vim basicamente acompanhar o meu homem nesta aventura. Ele trabalha, eu tiro férias… “férias”.
– Como está o tempo?
Esta semana tem estado bom, Domingo neva.
– Vais a Auschwitz?
Não.
– Vais aprender Polaco?
Não.
– Os polacos são simpáticos?
Sim… pelo menos sorriem, a menos que me estejam a mandar à merda em polaco e com um sorriso (twisted basterds) diria que são super fofinhos.

E o pior aconteceu hoje. HOJE! Que porra depois de uma semana eu já sabia dizer aplicador e tampão em polaco, mas os cabrões tiveram que meter o raio dos tampões em Russo!! RUSSO! Assim não vale, Polónia! Anda uma Ruiva tramada para entender o que vocês dizem e quando finalmente entendo alguma coisa (pouca), tem de vir o RUSSO! Sim porque a minha vida já não é complicada o suficiente com Polaco, com Russo fica uma bosta!

Indo agora para coisas importantes.

O estranho desaparecimento dos livros nos CTT

Esta semana tem-se dado um fenómeno estranho em Portugal de livros a desaparecerem e reaparecerem nos CTT. Embora as causas ainda estejam a ser apuradas, estima-se que a cultura literária entre carteiros aumente 140% este ano (ask Putin for explanations). A verdade é que finalmente vamos poder ter alguma coisa em comum com o carteiro quando nos entrega os livros com o envelope aberto. Exemplo 1:

Dona do livro: Então sr. Carteiro, estou há espera deste livro há 3 semanas.
Carteiro: Olhe que não é grande coisa.
Dona do livro: Oh, não me diga isso. Demorou as três semanas a lê-lo?
Carteiro: É verdade, começa bem mas depois fica lento. A história arrasta-se um bocado, mas pode ser que você goste.

Exemplo 2:
Carteiro: Ora aqui tem o livrinho. Gosto muito deste autor!
Dono do livro: Eu nunca o li, mas aproveitei uma promoção online.
Carteiro: Fez muito bem, por acaso faltava-me ler este livro e olhe aproveitei.
Dono do livro: E gostou?
Carteiro: Gostei sim sra! É muito giro, acho que vai gostar.
Dono do livro: Então valeu a espera de um mês e duas semanas! Fixe!

Se tiverem algum dia uma conversa destas com os vossos carteiros, não sejam tinhosos e partilhem com a gente!

Para quem é dos CTT e não entendeu a mensagem acima, eu explico por miúdos: ou vocês começam a ser responsáveis e a localizar as encomendas ou nós vamos-vos ao focinho! Agora era o que faltava, serem funcionários públicos e ainda meterem os nossos livros ao bolso! Até os ingleses do Bookdepository já desconfiam que algo vai podre, porque não é normal receberem tantos e-mails a dizerem que os livros não chegaram.

On the bright side

Saíram os autores seleccionados para a Antologia Por mundos divergentes:
Ana C. Nunes
Nuno Almeida
Pedro Ferreira
Ricardo Dias
Sara Farinha

Parabéns aos autores.

On the also bright side

Comecei as minhas leituras e li dois livros esta semana (a semana ainda não acabou mas whatever) e vou começar a mandar mails para as editoras e alguns autores por causa do aniversário (e ser rejeitada, weeee) do blogue. Eu nem acredito, mas já estamos a dia 1 de Março e o blogue faz anos em Abril. O tempo voa, mein Gott.
É verdade que não vamos oferecer coisas muito XPTO’s, mas aqui na Polónia é impossível eu fazer muita coisa. Vou negociar serem as editoras a enviarem os livros para não ser a Lady Entropy a sofrer e ir aos CTT (e depois vocês terem conversas super interessantes com os vossos carteiros). Se as editoras disserem não (visto que agora tudo que é blog faz aniversário), oh well espero que vocês me amem à mesma e mando-vos fotos da Polónia quando nevar.

E agora vou para cama que amanhã tenho muita review para escrever…. *grumble grumble*

Tidy Friday #27

66ca5-tidy_friday

Bem a goat afinal serviu de alguma coisa! Como os autores têm andado numa debanda na LEYA, os leitores do Illusionary Pleasure acharam bem descobrir qual o motivo. Para isso sacrificamos a criatura e comemos cabrito… ok eu comi cabrito, vocês não!
Roubamos velas algures, acendemos com pedras e pauzinhos e convencemos uns a dar sangue sabe-se lá Deus porquê. Continue reading

Tidy Friday… a littttle late (a menos que esteja nas Américas)

Acho que nem nas Américas ia lá! Eu esta semana não ia fazer Tidy, confesso, mas depois do alerta dado no meu Facebook gostava de esclarecer uma coisa. Por isso esta Tidy será uma Tidy informativa!

661f2-tidy_friday

Como sabem, ultimamente o Goodreads tem vindo a ganhar força em Portugal, especialmente para com as editoras que começam a colocar selos de “Mais lido no Goodreads”, “Mais votado no Goodreads”, “Escolha dos leitores do Goodreads”… como se o GR fosse credível, mas é marketing, nós entendemos. O problema com este boom do Goodreads é que os autores começam a colocar livros que ainda são projectos no Goodreads para depois de leituras betas terem uma boa cotação e as editoras terem mais chance de olharem para eles.
Continue reading

Tidy Friday 25!

Esta semana voltamos a um tema bastante polémico e quero deixar aqui bem claro que não quero culpar os professores… Ok culpa alguns, não vou mentir!
A verdade é que muitas vezes noto que os bloggers têm bastantes dificuldades em interpretar livros. Nada contra esta dificuldade, mas pus-me a pensar porquê? Porque é que não conseguem ir para além do óbvio? Porque é que não conseguem juntar muitas vezes várias coisas e descobrir o que esta para alem das linhas?

Tidy Friday: clichés

Os cincos novos clichés referentes às personagens que deve evitar no seu manuscrito: (But hey I’m not a cop!)

Personagens femininas que não sabem andar/ vão sempre contra alguém:
Este cliché começou a ganhar força graças à Bella Swan. Não sei quem foi a criatura do Demo que pensou que seria boa ideia criar personagens femininas que não sabem andar, são desastradas e por isso têm de estar sempre a cair ou “distraídas”. I mean seriously, what is wrong with you para andarem sempre aos trambolhões? Se estivessem de estiletos com 7 cm a correr uma maratona com zombies a perseguirem-vos, eu até entendia que vocês a certo ponto caíssem e sei lá partissem o nariz… Mas numa escola ou noutro sítio não minha gente.

Tidy Friday: flash!

BEM-VINDOS à Tidy Friday Flash! Uma Tidy pequenina mas que vai directa aos pontos da semana!
A TINY LITTLE RANT from a reader: 
I was sorely disappointed to notice that our beloved author Marillier was unable to come to Oporto once again. It has been a sad year for our city: 0 foreign authors have come to meet our wonderful city, while in Lisbon at least 3 of them marked their presence. Although I know that Marillier was always in good companion, I hope that one day the Publishing Houses will remember that there are more cities in Portugal than just Lisbon and the last time a foreign author was here: George R. R. he had more fans waiting for him in Oporto than in Lisbon. The city of Sintra is absolutely amazing and I hope that the view was enough to inspire you to write something based on our country!

Tidy Friday 23#

Aiii dêm-me tau tau, que estou em falta para convosco! Má Ruiva, repitam comigo: má ruiva. Se estivesse aqui o Grey… Dava-lhe um encherto de porrada à mesma! Bem, mas desta vez tenho desculpa, foi semana de Halloween e começou o NaNoWriMo e consegui ler um livro! A review como é óbvio só vai aparecer lá para segunda e marca o regresso da série “Em busca do Médio Oriente”, para quem já estava com saudades. Para além disso estou ainda a terminar os 1001 cursos em que me meti e regressei à paginação… Estão a ver a minha vida? -.-” Eu até queria ter tempo para poder sair de casa e aproveitar o tempo livre para passear, espairecer, ter epifanias ao sol, apanhar Vitamina D na fuça para ficar linda e menos pálida, mas acho que isso não vai acontecer em breve.

Tidy Sunday

WARNING – há um momento Lily Caneças algures!

Let me check my pulse! Ah yah ainda estou viva, yeey! Esta semana foi demoníaca, vou fazer um exorcismo qualquer para que esta corra muito melhor, e também na sexta-feira dia 11 não haverá tidy porque… vão ser os meus anos! E eu não estarei muito viva…


Malta do Norte (Porto e arredores), dia 19 (Sábado) às 17.00 haverá apresentação da antologia “Amores contados” na Casa de Barbot em Gaia. Para quem vem de comboio (de Guimarães, Braga, Penafiel, etc) poderá apanhar o metro em Campanhã e trocar de linhas na Trindade para a linha D que sai em General Torres e o edifício é mesmo ao lado. Para quem vem de metro (again linha D – amarela) poderá sair em General torres.
As opiniões desta semana:
A fórmula do amor | ASA
A travessia | PORTO EDITORA
Amores contados | ALFARROBA EDIÇÕES

Previsões de 2015 para os livros:

Porquê 2015? Porque achamos que as previsões para 2014 seriam demasiado fáceis e como gostamos de um bom desafio pegamos nas cartas de tarot e decidimos nós próprios fazer as previsões paras as editoras.
Previsões para as editoras tradicionais:
Calma, ninguém vai morrer! A morte indica o fim de um ciclo e mudanças. As editoras irão sempre estar em mudança. Algumas irão tentar apostar em autores portugueses, outras em e-books, mas todos sabemos que nada irá durar.
Por outro lado, as editoras tradicionais manterão a sua hegemonia (o carro) com best-sellers e apostas em autores estrangeiros. De vez em quando lá aparecerá um português. Se o vir,mande sinais de fumo! (Também aceitamos código morse com bacalhaus)
Previsões para as vanities press:
Bem nada de novo, continuarão por aí, como sempre: ricas a pedir dinheiro aos autores e estes a pagarem… As cartas não fazem milagres!
Previsões para os autores independentes ou indie para os de Cascais:
Haverá cada vez mais iniciativas de autores indie e alguns optarão pela auto-publicação em vez de dar dinheiro às vanities: ou porque são pobres ou porque simplesmente são contra as vanities, mas não arranjam forma de serem aceites por editoras convencionais.
Ainda assim os autores auto-publicados irão beneficiar sempre da ajuda dos beta readers, de forma a conseguirem um produto bom para o público. A carta dos enamorados significa que temos de para para pensar e estabelecer prioridades.
E ficam aqui as previsões para 2015, onde a única que vai mudar são mesmo os autores na nossa estante (por isso criaturas da Internet, escusam de fazer as previsões para 2015 porque para além de muita coisa mudar em 2014, a menos que tudo mude, vai ficar tudo igual!
Agora se me desculpem, vou passar para outro tópico antes que as minhas unhas crescam beyond reason e eu comece a cobrar pelas minhas previsões na SIC.

A falência da Papiro:

Vocês perguntam: ó Ruiva faliu mesmo? Sei lá eu! Aproxeguem-se prá gente fazer tricot.
Ora bem aquilo que eu sei é que no Facebook + blogue da Papiro as pessoas disseram a 26 de Agosto que iam de férias e depois PUFF! Desapareceram tipo chocapic. Esta semana pelos vistos um autor disse que depois de ter contrato assinado há um ano e pago a Papiro disse que não haveria livro… porque não havia guita! Ora bolas, para onde foi o dinheiro do autor? Pergunto eu. FOI A TROIKA, dizem vocês. Sapatos? Jantares?(se isto fosse o DN ou o JNm já estava um caramelo a dizer que a culpa era do Salazar!) Então dá-se nem que seja uns 1000€ pra edição e depois não há dinheiro? Ai se eu fosse esse autor analisava muito bem o contrato, porque a desgraçada da editora se, de facto, faliu vai ter de reembolsar o dinheiro que aceitou do pessoal, cujo livros não publicou. Ai tanto “iscândalo”!
Momento tricot over! 

Vamos para o momento de bloqueio de escrita:

Esta seman o muy querido CEO mais famoso do P3, cuja editora não é mais do que uma vanity, achou por bem ajudar os autores a ultrapassar os seus bloqueios de escrita:
O CEO diz-nos que uma coisa que podemos fazer é pesquisa criativa: ver filmes, ler livros… engraçado, pensei que isso fazia parte do nosso quotidianos de autor (ler) e de pessoa (ver filmes)… mas devo de estar enganada *volta para o bunker com candeeiro a azeite e uma pena*
 De seguida diz que devemos de apontar as ideias…. não vou discutir este ponto, porque acho que ele se enganou no título, isto não é como ultrapassar o bloquei criativo, isto é escrita para totós! Qualquer autor sabe que o Moleskine ou telemóvel é o melhor amigo e NUNCA se deve escapar uma ideia! NEVER! Sejam overattached girlfriends com as vossas ideias: têm uma, casem-se com ela, se não for grande espiga, divorciem-se passado 5 segundos.
Pronto, no terceiro ponto: Procurar uma musa… Ó CAMÕES, ESTÃO-TE A CHAMAR! Agora a sério, encontrei a minha musa

Não escreve um corno mas se a questão é inspirar… eu acho que os filmes da sra. devem inspirar bastante os autores e autoras!

 No penúltimo parágrafo, aconselha-nos a sair da rotina! Vá fazer bungee jumping, ajude os velhinhos a atravessar a rua. Não porque você quer, não. Se vocês gosta da rotina ISSO É MAU! Saia de casa, vá viver, engate alguém só para sair da rotina.
E por último viver… ainda bem que isto acabou por aqui porque se continuasse eu acho que o conselho a seguir seria: ingira muitos líquidos e alimentos sólidos e a última: respire! Saia, conviva, observe. Seja stalker, mas um stalker soci e tudo em nome da inspiração que isto não está fácil. Não entendo onde é que isto me ajuda… é que eu faço isto tudo (tirando o bungee jumping) e aind atenho bloqueios criativos!… Deve ser porque estes conselhos não têm NADA a ver com os bloqueios, mas sim must-know para qualquer pessoa que queira escrever (e os ultimos dois para quem se esqueceu de viver)! Mas não sou eu o CEO que escreve no P3.

Tidy Friday: rushed Need for speed

Quotidiano da Ruiva:
– Acorda e toma o pequeno-almoço e começa a trabalhar em fichas;
– Ruiva vê que passou-se 3horas, pânica e vai fazer o almoço;
– Enquanto faz o almoço, toma banho de forma apressada;
– Queima/ esturrica/ qualquer coisa o almoço;
– Arruma a cozinha;
– Continua a planear aulas;
– Vai dar aulas…

Ora bem tem sido isto a minha vida desde que me mudei para o Porto! Pensei eu, ingénua e feliz que ia ter todo o tempo do mundo para ler, ser feliz, but alas I was wrong. Planear aulas e aulas e chegar lá e os meninos portarem-se mal; berros para aqui, acolá, a ruiva chega a casa e mal consegue abrir os olhos às 10 da noite. Depois lá toma um café e espevita, mas juro-vos que estou a falecer aos poucos. Rezo todos os dias para que o raio do kit de professor chegue para parar de planear aulas com material meu, para poder começar a dar aulas a sério (mesmo sendo AEC e os meninos estejam nem aí). I don’t care, eles não estão a conhecer uma versão porreira da Ruiva.

De um lado mais positivo: yeeey amanhã é o lançamento da antologia! Jeebus, estou tão nervosa, a sério, acho que das duas uma: ou vou ficar hyped e não me calo ou então vou adormecer e ficar estilo zombie. Quem quiser ver-me ao vivo e a cores (se bem que de galochas e capinha) o lançamento será na Rua do Saco, na Biblioteca Municipal de São Lázaro! Eu não conheço nada daquilo, portanto estaciono lá e depois vê-se. Se virem uma ruiva muito confusa a gritar com o GPS, sou eu!
Esta semana consegui a proeza de ler 1 livro! Yeeey palminhas para mim *.* A review provavelmente só virá na segunda, visto que estarei ausente sem Internet até domingo de tarde. O livro é “A fórmula do amor” é super fofinho, embora a sinopse spoile bastante. Entretanto comecei a Travessia e vou a meio do The Ring of desire. As you can see, I am doing my best!
Na terça irei ainda colocar um mega post de lançamentos/novidades.

Vanities…. it’s like they love to be here!

Um dia irei pegar numa linda viola e tocar uma música à vanities! Qualquer coisa adaptada da Ágata, para homenageá-la, qualquer coisa do género:
Podes ficar com o cheque, o livro e os direitos
Mas não ficas com a correcção!

… Ok, não rima, mas entendem a ideia. Imaginem uma Ágata muito sexy a cantar isto no Chiado. Esta semana veio-me parar ao colo do e-mail, uma desabafo de uma leitora extremamente chateada com a Chiado editora, porque vejam só andou a divulgar a autora no facebook, muito bem, linda menina e conheceu-a até pessoalmente (uma simpatia de mocinha) e não é que a criatura, inocente, face à revelação de que “A chiado publica tudo desde que pagues” ficou incrédula! Tudo? – Perguntou.
TUDO!

Pois bem, a nossa querida leitora que é um amor começou a ler o tal livro e TAU primeira página ERRO, tau segunda página ERRO… bem a nossa querida leitora desespera. Meu deus, acabei de publicitar um livro cheio de erros. Mas de quem é da culpa? Da rapariga inocente que pensou que o seu livro poderia ser publicado, ou das pessoas que aceitaram 1100€ para publicar… bem esta é fácil! Mesmo assim a nossa leitora, decidiu e muito bem mostrar a sua indignação:

“E eu peguei no livro dela – embora nunca pegue em livros vossos, por causa da tal fama de fazer as coisas “às três pancadas” que têm no mercado livreiro – e rezei, fiz figas, para que por uma vez vocês tivessem embolsado dinheiro que valesse a pena ser investido. E com o que me deparo?
Na terceira linha do primeiro capítulo «Estava engripada á três dias». Vocês não notam nada errado, pois não? Fechei o livro e respirei fundo. E agora? Gostei da rapariga, gostei do sonho da rapariga. Obrigar-me-ão a estraçalhá-lo? Divulguei a saída do livro da rapariga e agora? Perguntar-me-ão se estou louca? O mesmo erro ocorre outras três vezes até à página 18. A meio da página 15, uma frase acaba a meio. Que pode um leitor esperar dum livro assim atirado para a sua frente?”

You go, girl!!

“Porque fizeram isto a esta jovem, com um filho e cheia de sonhos? Porque não foram honestos e lhe disseram: querida, tens potencial, mas deixa isso amadurecer. Porque não pagaram meia dúzia de tostões a um estagiário ou a um qualquer bloguer letrado e desempregado que vos corrigisse esta centena de páginas? De futuro peçam-mo, por favor. Cobro 25,00€ a cada cem páginas para poupar a humilhação a um jovem autor. Não estou a brincar – tenham pena das pessoas e não as sujeitem a isto. Não acham que, em época de crise, em que o consumidor pesa cada tostão, valeria a pena apostarem num produto de qualidade? Autor algum do meio – a ser sensato – publicaria convosco. O público / leitor é cada vez mais exigente. Voltar a comprar um livro vosso? Não comprei este, troquei-o com a autora. Mas digam-me agora o que devo dizer-lhe a respeito da minha opinião, se não que este livro está verde, não devia ter visto a luz do dia, não houve uma revisão mínima – digamos, que se estendesse ao menos às primeiras três linhas – e que vocês poderiam ter sido honestos e ter-lho dito para poupar este desconforto a todos nós?

Depois os bloguers são maus. Eu não vou culpar a pobre escritora, vou culpar-vos a vocês por a terem submetido a esta humilhação. O leitor está atento e vocês assim estão a perder terreno.”

Bem, que descasca! Eu tenho fama de ser má, eu sei, mas houve um livro que nem consegui fazer a review quase por ser tão mau e falhar em todos os pontos de um livro… a verdade é que sempre que digo Chiado o pessoal foge a sete pés e mesmo sendo este blogue parceiro da Chiado, gostava também eu de não ter de fazer reviews onde digo SEMPRE a mesma coisa: este livro era fixe se tivesse revisão ou este livro era bom se tivesse um editor… Acho que há muitos autores da Chiado que se calhar sentem isso: gostaria de ter mais visibilidade, ou gostaria que o meu livro tivesse sido distribuído. Afinal pagaram tanto dinheiro, o mínimo seria mesmo isso. Fico com pena desta rapariga, porque foi ao engano, quem está de fora nem sonha que pagar para publicar é algo anormal!

Vanities v2

Bem esta semana também me caiu no colo um mail de uma menina, mas que desta vez a coisa nem foi tão má quanto isso! A rapariga pegou numa antologia que tinha na gaveta e enviou para uma nova editora ciente, disse-me ela, que diriam que não: isto é muito bonito, mas não! Então ouve um sim! Um estrondoso, sim! Enviam-lhe o manuscrito com correcções (uau inovação) e depois os preços que apesar de tudo, a rapariga disse que ainda eram altos. A rapariga ficou feliz, afinal alguém tinha gostado da sua poesia e este campo está bastante saturado! Quando falei com ela, não sabia se lhe havia de dizer para ela aceitar ou não… Afinal alguém tinha dado o valor, mas foi a primeira proposta que teve e ela sabe bem que uma Dom Quixote não pega nos poemas dela… O que acham? Vamos ser dinâmicos 🙂

Bem meninos eu sei que a Tidy está uma merda, mas também tenho de sair, I need COFFEEE, NOM NOM NOM TO THE COFFEE MACHINE!!! E amanhã estarei melhor disposta! Prometo, já que estamos em tempo de autárquica, que para a semana farei um post com mais coisas que não consegui tratar hoje 🙂 Por isso para a semana analisamos a previsões de 2015 literárias, como correu a apresentação e ainda se Sasha Grey conseguiu dar conta de todos os homens que foram à sua apresentação! Será uma animação -.-” Agora com licença irei ingerir cafeína. Meninas de Lx que vão à apresentação: até amanhã! Às que vão à EuroSteamCon: boa sorte! Ao resto que não vai a nenhum dois dois: you suck 🙂