Top ten books on Adeselna’s summer TBR list

topten

Top Ten Tuesday is hosted by The Broke and the Bookish.

The Portuguese shelf

1. A filha do Barão (The baron’s daughter) by Célia Loureiro: Even though I’ve read it already as a beta, the manuscript was revised and edited and it was such a great novel that I need to re-read it again 🙂

2. Estou nua e agora? (I’m naked, now what?) by Francisco Salgueiro: Even though I never read anything by this author, the Publisher was kind to give me the e-book without me even asking (I love this type of kindness, especially if I’m ignored when I ask for an ebook that I really want to read);

3. Encontro em Itália (Encounter in Italy) & Inverno de Sombras (Winter of shadows) by L.C. Lavado: Both low fantasy Portuguese novels previously self-published by the author. The reviews have been very positive, so I guess that these two are a must read in the summer.

4. A chama ao vento (The flame in the wind) by Carla M. Soares: This ebook has been lying on my tablet for too long. Having read three books of this author, I know that this book is going to be awesome, although a bit darker than her others.
The “I’ve been waiting forever for you to read me”:

5. The Gargoyle by Andrew Davidson: this poor novel was not well received in Portugal. The price eventually dropped to 2,90€ and I couldn’t resist.

6. Mildred Pierce by James M. Cain: The great depression! Just because I never grow tired of the twenties, plus my edition has Kate Winslet on the cover!

7. The bronze horseman by Paulinna Simons: Even though I have the Portuguese edition give the high prices I might give this book and buy the English version. Everyone has told me to read it so I guess I can’t delay it much more ^^

8. A matter of sin & Beautiful distraction by Jess Michaels: A girl needs her erotica! Also I am longing to read something new by Jess Michaels.

9. Mein zweites Leben by Christianne F.: Even though I started reading it two months ago, it is a book with some heavy content. I look forward to finish it this summer.

10. Wicked by Shannon Drake: this trilogy has been literally waiting forever for me to read it! I’ll take care of it this summer.

All these books are in paperback except for Jess Michaels and Carla M. Soares. Of course those books I already started reading (with the exception of Christianne F.) were not featured on the list because they’ll be read these weeks.

Advertisements

O livro perfeito para os portugueses

illu_refl
Hoje saiu a entrevista do autor João Barreiros relativo ao Projecto Adamastor, onde se fala de clássicos e onde o autor diz e cito: Ninguém lê. Ninguém lê por gosto.
Achei a citação curiosa porque pelo que tenho visto ultimamente a literatura tem sido consumida por aqueles que GOSTAM de ler. Eu gosto de ler erótica (bastante), gosto de ler romances, gosto de ler fantasia, gosto de ler um bom livro de terror e gosto de ler um bom livro de ficção científica. No entanto quando li a frase lembrei-me que há dias a blogger Pipoca mais Doce teve a infelicidade de criar um post onde dizia que a autora Sylvia Day era uma espécie de E. L. James porque vendia livros como quem vende pães. Se essa é a definição da nova L. James, o Samarago com as edições da Porto Editora certamente destronará a Sylvia Day rapidamente. Continue reading

Nanowrimo dia 26: personagens feias

Pois é, meus queridos, estava eu atarefadíssima a recuperar as palavras diárias e notei uma coisa… Nos meus projectos de fantasia não tenho nenhuma personagem masculina bonita… É a vida. Uma criatura passa quase um mês a escrever, pensa-se que é original e depois pimba, nota que afinal a criatura é feia como as outras que criei! Não há direito. Descobri, de igual forma, que adoro desfigurar personagens femininas… Isto deve ser um fetiche e Freud iria adorar analisar o meu cérebro. Senão vejamos:

Como consumir cultura literária barata

Como consumir cultura literária barata

(um guia muito prático e simples é só preciso força de vontade)

  • Utilize a plataforma do Smashwords para descobrir novos autores portugueses em edições de autor e baratos.
A auto-publicação começa a ser uma escolha dos autores.
O Smashwords é a plataforma preferida dos portugueses que se auto-publicam. Porquê? Porque dá para colocar os e-books de forma gratuita em diversos formatos. O autor e o leitor escusa de se preocupar com a formatação. O site fá-lo automaticamente e sem problemas. O seu e-reader não lê .mobi? Pode descarregar o .epub. Não tem e-reader e quer ler o conto em pdf? Também o pode fazer. Normalmente os preços dos e-books são bastante baixos (ao contrário de alguns da LEYA que são no mínimo 10€), alguns chegam a 1,50€ – 2€. Não se enganem ao pensar que o baixo preço reflecte a qualidade. Muitos dos autores simplesmente consideram que, não sendo conhecidos, e sendo e-book não podem abusar dos preços. Muitos dos e-books tiveram editores/betas e revisores. A auto-publicação não tem de ser um processo solitário e aos poucos os autores começam a entender isso.

A minha saga como professora e como autora ou escritora… ou só gaja!

A minha saga como professora

Juro-vos que estou cada vez mais confusa com isto da prova! Mas hoje estou feliz, é daqueles raros dias em que saio da escola e penso: today was a good day! Porque hoje os meus alunos do 2º ano começaram a ler e a escrever frases *sings oh happy day* Estou feliz, apesar de ainda ter que lhes relembrar as regras básicas do tipo “coloquem o dedo no ar”, “senta-te”, noto que os miudos (pelo menos os meus) não conseguem fazer qualquer tipo de esforço cognitivo. Se é fácil, ficam chateados porque é fácil, se aumento um pouco a dificuldade já começam a chorar porque em vez de consultarem o material, preferem que eu lhes diga as respostas. Sempre fui uma professora e explicadora que gosta quando os alunos raciocinam, puxem pela cabeça. Simplesmente parece-me que os alunos (again podem ser só os meus 40 alunos) preferem ter tudo certo a copiar rápido do que puxar 5 minutos pela cabeça. O que lhes interessa é um visto e não o processo de aprendizagem.

Como dinamizar um livro?

Agora que a sessão de lançamento da Antologia “Amores contados” está aí, (●´∀`●) começo a ter ideias para dinamizar a antologia:

  • Colocar um excerto: Ao colocar um excerto, o leitor pode ler um pedacinho do que vem aí e ficar interessado para comprar. Os excertos costumam estar disponíveis no site da editora ou na Wook. Pessoalmente adoro este tipo de “pseudo”divulgação, porque se o livro for realmente bom, o início agarra o leitor!
  • Oferecer livros/e-books para recensão: Outra forma de tentar atrair o público é enviar o e-book ou um exemplar do livro para os blogues poderem dizer de sua justiça. Os prós é o livro ser falado, os contras são que ficamos sem exemplares e não ganhamos nada (sem ser publicidade, claro);
  • Blog tour: Oferecer um exemplar e fazê-lo correr por blogues para que em cada semana, o livro esteja em destaque num blogue (em vez de haver 5 reviews numa semana e depois toda a gente esquece o livro), ou então enviar o e-book. O lado positivo de um blogue tour é que o livro será falado entre blogues com bastante espaço temporal!
  • Criar um website: ok, isto talvez é ir longe demais, mas se for um autor bastante prolifero, um site nem que seja no wordpress vale bem  a pena. É bastante importante entrar em contacto com os leitores, ouvir críticas e saber como evoluir e, claro, manter os leitores curiosos 🙂
Qual acham que é a melhor técnica para conseguir dinamizar um livro? ( ・◇・)?