By proxy


By proxy
Katy Regnery
Editora: Boroughs Publishing Group
Série: Heart of Montana #1
Este é o primeiro livro de Regnery. Foi com entusiasmo que comecei a ler o primeiro livro de uma autora estrangeira (visto que raramente leio debut novels), o que dá para entender o bom e o pior do livro.
 
Jenny e Sam encontram-se para concretizarem o casamento “by proxy” pela prima de Jenny (Ingrid) e Kristian (primo de Sam). No entanto, Sam atrasa-se e o casamento terá de ser adiado para segunda. Embora o starting point seja bom, existem alguns problemas que tornam o livro tanto amusing como chato.
A parte mais chata é a quantidade de repetições que as personagens usam nos seus pensamentos e a moral do: o campo é bom, a cidade é má e corrompe. Outro aspecto que precisa de ser trabalhado é o insta-romance: tanto Jenny como Sam apaixonam-se demasiado depressa. Embora a consolidação do amor aconteça ao longo do livro, o romance propriamente dito acontece de forma quase forçada, de forma a que os heróis estejam completamente apaixonados na segunda. Como editora ou beta, preferia que o casamento tenha sido adiado por duas semanas e ainda que não seja ideal para cimentar uma relação, dava para criar mais diversões e manobras para que os dois se aproximassem.
A escrita da autora é um dos aspectos positivos: simples, eficiente e resulta para o tipo de prosa. Há situações de humor que servem para aligeirar o ambiente e a presença dos irmãos de Jenny, faz com que nos lembremos de situações à la Julia Quinn.
As personagens apresentam moral um pouco básica: Jenny é uma mulher forte, mas que fica obcecada com o mais pequeno pormenor, enquanto a autora a tenta fazer demasiado natural (ao contrário das meninas da cidade que são shallow). Esse tipo de moralismo é um pouco estranho e estereotipado. Sam, por outro lado, gosta de farra e da grande cidade, mas quando está em Livingston algo mexe com ele.
No fim, claro que a mensagem mais importante é que numa relação ambos têm que chegar a um compromisso se querem ser felizes e deixar o orgulho para trás.
Não sendo um livro extraordinário, satisfaz enquanto leitura breve e deixa um gosto docinho no fim para o segundo livro, que será interessante de ler para ver como é que a autora tratou as críticas.
Advertisements

About Adeselna Davies

Occasionally works as an English and German teacher, also loves to read all kind of books and wish someone would pay her to read and write reviews forever. She is also a magazine designer and writes short-stories.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog stats

NetGalley Wellness Challenge

October 2013
M T W T F S S
« Sep   Nov »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Goodreads

Livro do mês

Follow Illusionary Pleasure on WordPress.com

IL Buttons

%d bloggers like this: