A Queda dos gigantes

A queda dos Gigantes
Ken Follett
Editora: Presença
Nº de Páginas: 928

Sinopse:

Ken Follett, esse grande mestre do romance, publica uma nova obra de grande fôlego histórico, a trilogia O Século, que atravessará todo o conturbado século XX. Neste primeiro volume, travamos conhecimento com as cinco famílias que nas suas sucessivas gerações serão as grandes protagonistas da trilogia. Mas não esgotam a vasta galeria de personagens, incluindo figuras reais como Winston Churchill, Lenine ou Trotsky, que irão cruzar-se uma complexa rede de relações, no quadro da Primeira Grande Guerra, da Revolução Russa e do movimento sufragista feminino. Um extraordinário fresco, excepcional no rigor da investigação e brilhante na reconstrução dos tempos e das mentalidades da época.

A queda dos gigantes é o que costumamos apelidar de calhamaços, mas de forma surpreendente lê-se bastante bem. Não que seja um livro light, nem maçudo a nível de informação histórica, mas Follett sabe como incorporar romance, acção, factos históricos, política e drama num livro. Escrever uma crítica do livro é quase impossível, pois o livro não sendo efectivamente profundo abarca imensos temas como a luta de classes pelos seus direitos de trabalhadores, a emigração, o feminismo, a guerra e como esta transforma o homem/mulher e, por fim, temos o tema da vergonha. O forte do livro encontra-se na forma como Follett interligou as personagens estando elas na Rússia, Alemanha, EUA ou Reino Unido. O mundo é um lugar pequeno e esse cruzar entre personagens nunca é feito ao acaso, mas fruto de escolhas sejam elas más ou boas.
As personagens são estranhamente humanas: fazem erros, umas vezes aprendem outras não, mas se fizerem escolhas erradas sofrem as consequências e a história a partir daí muda. E é assim que se nota que o autor planeou tudo ao ínfimo pormenor (as a wannabe writer, I am clearly jealous), juntando personagens de diferentes classes, diferentes backgrounds fazendo uso de uma pesquisa pouco aprofundada, ainda que tocando nos pontos chave.
Admirei o facto de o autor ter o bom senso de retractar as feministas de forma bastante equilibrada: Ethel e Maud nem sempre partilham das mesmas visões e afastam-se da imagem que muitas pessoas têm de hoje de que as feministas são radicais. Fazendo parte da primeira vaga ambas lutam pelos mesmos objectivos: igualdade da mulher e direito ao voto. Ethel, é o contrário de Maud, embora tenha um fim excepcional (thank you, mr. Follett), nota-se que não tem a vida facilitada e foi uma mulher que subiu na vida devido à sua inteligência (que desde cedo se manifesta). Apreciei, sinceramente, a forma igualitária como Follett tratou tanto as personagens femininas e masculinas: maltratou ambas durante a história e no fim recompensou-as consoante o seu percurso.
A queda dos gigantes não será um livro onde sairão mestres de história, mas durante a leitura ficarão surpreendidos com o quão facilmente entenderão o conflito da Primeira Guerra, uma guerra que muita gente diz ser uma seca, mas que foi crucial para o século XX. Apaixonamo-nos por todas as personagens por mais cruéis ou mesmo fazendo más decisões e quando o livro termina ficamos com uma sensação que acabamos de atravessar a guerra e estamos vazios! Afinal acabamos de assistir ao início de um século como se estivéssemos lá.
Como professora adoptava este livro na disciplina de História do 12º ano e estudava-o em conjunto com a de Português, visto ser um livro de leitura fácil, rápida onde os alunos se calhar de forma mais despreocupada aprendiam coisas que não lhes ensinam nas aulas. Mas isto sou eu a divagar.

  • As personagens;
  • A complexidade da interligação entre elas;
  • Realismo narrativo e histórico.

  • Para quem já sabe bastante sobre a Primeira Guerra Mundial, a nível de informação histórica não traz nada de novo.
Advertisements

About Adeselna Davies

Occasionally works as an English and German teacher, also loves to read all kind of books and wish someone would pay her to read and write reviews forever. She is also a magazine designer and writes short-stories.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog stats

NetGalley Wellness Challenge

September 2013
M T W T F S S
« Aug   Oct »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Goodreads

Livro do mês

Follow Illusionary Pleasure on WordPress.com

IL Buttons

%d bloggers like this: