Em honra de Camões

O túmulo de Camões
António Trabulo
Editora: Fronteira do Caos
183 páginas

Sinopse:

Este romance cruza Os Lusíadas com a Peregrinação.
Os marinheiros portugueses instalaram-se em reinos distantes. Depois de passarem além da Tapobrana, saquearam e mataram. Afonso de Albuquerque foi um génio da guerra no mar. Com uma centena de navios e, quanto muito, dois milhares de homens sob as suas ordens, fechou as portas do Índico para o Pacífico, o Mar Vermelho e o Golfo Pérsico. Todos os impérios foram do mal e os conquistadores foram sempre odiados.
Luís de Camões ilustrou uma das faces da epopeia. Glorificou a Expansão portuguesa, que está na origem do colonialismo. Cantou os feitos heroicos, a honra e a coragem. Ao embarcar para o Oriente, levava na bagagem o conhecimento da literatura greco-romana. Valorizou-se, no contacto com povos diferentes e atingiu um sentimento de pertença universal. Se tivesse permanecido em Lisboa, não teria podido aliar ao seu talento a vivência que humanizou Os Lusíadas.
Fernão Mendes Pinto terá ido mais além. Pôs a descoberto o lado escuro da navegação e da conquista. Retratou os seus compatriotas tal como eram, com as qualidades e os defeitos ampliados pela exaltação da época.
As duas obras completam-se e permitem uma visão mais lúcida do Império Português do Oriente e, talvez, de nós próprios.

Estão a ver esta sinopse toda bonita e linda? Pois esqueçam, não tem nada a ver com o livro! *sad face* A verdade é que este romance é uma mistura muito atabalhoada de ficção e não-ficção, onde a informação sobre Camões e Fernão Mendes Pinto aparece nos diálogos das personagens como se uma professora de História só falasse sobre Camões com a sua melhor amiga. Combinar os dois estilos é muito complicado, mas não sendo este o primeiro romance de Trabulo não entendo como é que o resultado final foi confuso e insatisfatório.

O romance tinha pernas para andar, aliás o ponto de partida é engraçado: quem é que está no túmulo de Camões? Será ele ou outra pessoa? Mistério, certo? Todos gostamos de mistério! Mas esta questão só surge a meio do livro depois de levarmos com imensa informação sobre as personagens principais e sobre Camões. Até o tema do lesbianismo é tratado de forma banal e dá a entender que Serafina é completamente obcecada pela sua melhor amiga, mas casa-se com outra mulher no fim, sem que nada o fizesse prever.  A cena da violação foi completamente descabida e caída do céu, falhando dar profundidade à personagem. Basicamente, o livro deveria ter muitas mais páginas e um revisor/editor que tenha dito “Explorar esta parte”, “Porquê esta cena? O que levou esta personagem a tomar esta decisão?” Este tipo de perguntas são importantes principalmente quando o autor está tão concentrado na pesquisa histórica que deixa de parte pequenos detalhes que fazem uma grande diferença.

O autor colocou uma bibliografia no fim referente à sua pesquisa histórica que considero bastante boa. Aliás não foi a parte da não-ficção que falhou, mas sim a parte da ficção. Queremos, enquanto leitores, saber mais destas personagens que não de uma forma tão “directa” e escarrapachada.
PS: Antes que alguém diga alguma coisa, recebi este livro para recensão por parte da Fronteira do Caos e não acho que haja pior forma de celebrar uma parceria com uma recensão que critica de forma negativa o livro. Não quero, com isto, que a editora e o autor ache que é uma crítica destrutiva. Nada disso. O casamento entre ficção e não-ficção é bastante complicado e julgo que o autor pode, no futuro, vir a melhorar estas duas vertentes numa só. Dá trabalho, sim, mas foi um livro que no seu conjunto não funcionou: o que é uma pena.
Advertisements

About Adeselna Davies

Occasionally works as an English and German teacher, also loves to read all kind of books and wish someone would pay her to read and write reviews forever. She is also a magazine designer and writes short-stories.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog stats

NetGalley Wellness Challenge

June 2013
M T W T F S S
« May   Jul »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Goodreads

Livro do mês

Follow Illusionary Pleasure on WordPress.com

IL Buttons

%d bloggers like this: