Tidy Friday #11

Bem depois de ir buscar encomendas, andar a ver e-mails, atender chamadas, beber café abanquei! E que comece a gloriosa Tidy Friday sobre guerra: Norte versus Sul!

Sim vocês gente do Sul, que nos roubam as apresentações dos autores internacionais *vai chorar para o canto* Mas falando de coisas felizes!

Os livros:

Li quatro livrinhos esta semana! Andei a despachar tudo, que se lixe a profundidade e a reflexão enquanto se lê… estou a brincar, ai malandros quase que se acreditaram! Os livros foram:

Dois livros portugueses e dois estrangeiros! Digam lá se não foi uma conta boa. O que me leva a pensar, eu tinha um challenge inglês, português e clássicos, por isso estou a pensar em mudar as tabelas e meter aquilo que foi lido. Ando-me a portar bastante bem, agora é só atinar com as parcerias e ler os livrinhos como uma menina bonita!

Outras coisas que vocês não vão ler porque querem SANGUE!

Comecei a rever uns manuscritos que tinha aqui e agora encontro-me a rever. O que me dá bastantes dores de cabeça porque há partes em que eu fico toda feliz e penso: oh meu deus eu escrevi isto, eu sou tão boaaaaa!! E depois tenho aqueles momentos em que releio nacos de prosa em que penso: I’ll never be a writer!! (oh sim se vocês soubessem metade da minha bipolaridade criativa) O problema é que mesmo a rever enquanto escrevo (I know, weird method), a verdade é que aprendi uma coisa muito fixe com um curso de revisão que é: se eu acho que funciona, deixo estar. A verdade é que já reli partes do meu manuscrito umas 7 vezes e guess what, se eu gosto daquela parte deixo estar, não mexo. Mas depois vêem as dúvidas: e se eu estou a escrever demais no início? Será que o leitor vai pensar: blergh esta gaja está a engonhar, ou vai achar: uau eu quero ver aonde isto vai dar! Oh meu deus eu quero saber mais desta personagem!
A verdade é que tenho 25 páginas planeadas, mas só 50 escritas prontas a serem revistas e o problema é que estas páginas representam apenas 1 página do plano. See what I mean?
E depois nem sequer sei o que fazer! O manuscrito que estou a escrever é uma trilogia (embora possa ficar como uma duologia), e eu sei que as editoras andam a fechar as portas. Eu nem sou daquelas pessoas contra a auto-publicação quando bem feita e na verdade estou a pensar nisso. Se a minha trilogia da Morte mecânica servirá para aliciar o pessoal ou então se vai ficar como auto-publicado e as pessoas vão torcer o nariz por ser steampunk paranormal (acho que o único livro que temos cá é a trilogia da Cassandra Clare que é minimamente paranormal e steampunk).
Como vêem imensas dúvidas quando escrevo, revejo e começo a ler outros livros e penso: será que o meu é assim tão bom? Se calhar não sou a pessoa para escrever este tipo de livros! Se calhar não sou pessoa de escrever romances. Agora estou a rever e apetece-me ler ficção histórica, mas depois tenho pilhas de livros para ler e fazer review. Mas gostava de saber se os outros autores também partilham destes medos. Nunca pensaram isso: se calhar eu não sou a pessoa indicada para escrever este romance? Ou isto é da velhice?
Bem parou tudo que agora vamos a sangue antes que uma pessoa fique toda remelada a filosofar durante anos e anos!

A blogosfera:

Norte versus Sul!

Tanto espaço para graçolas com esta imagem!!
Isto já vem do antigamente, mas caraças que vocês só nos roubam autores! E eu juro que se o Jorge Martinho não “biesse” cá em cima, ia lá abaixo só para lhe perguntar o que tinha contra o Norte! … Ah essa foi boa. Bem esta semana lá veio a autora Lissa Price a Portugal… PERDÃO a Lisboa e os do Norte a ver navios e a dizer adeus à senhora. Acho um crime, minha gente! Um crime que tragam a senhora a Portugal e nem uma francesinha lhe dão! Nem um peixinho fresco, a mulher só deve ter levado pasteis de belem para casa. Acham bonito? Não arruinar a dieta da senhora? A gente não cheira mal, somos belos. Então porque carga d’água é que é sempre ao Sul que os gajos vão? (Ai é a capital!) Isso não é desculpa! O pessoal lá de fora a perder a vista do Douro, das pontes tão lindas, a perder a Foz tão chique e a Ribeira. Já não temos feira do livro, não temos autores a vir cá, oh gente, andamos a brincar ou quê? Quero andar a stalkar os autores e a pedir autógrafos e ter dois dedos de conversa, colocar questões. Nós bloggers do Norte somos tão fofinhos e depois não nos dão nada! É triste. Por isso se fazem favor editoras tragam os mocinhos e mocinhas cá para cima para a gente lhes dar boa comida, fáxabor, que isto assim não dá! Andamos nós  aver barcos rebelos e os do Sul a divertirem-se. 
Porrada!
E era isto.
– Só isto, Ruiva? E o sangue?
O sangue está lá em cima!
– E não vais falar sobre o Soares?
Nope…
– Sobre mais vanities que te deram um boost enorme de views?
…. Epá agora que falam nisso!
This is a vanity press! Just in case you were wondering. Os autores têm de comprar X exemplares da edição e recebem por e-mail logo a continha. Ao menos não tentam dizer que “Oh meu deus o seu romance é fantástico!” Talking about motivation. So, se estavam a pensar em enviar, think twice!
Agora sim, terminou a Tidy Friday, spread the word, andem por aí felizes e contentes que é fim-de-semana e eu vou jantar que o meu buraco-negro causado pela gastrite está outra vez activo. Adoro-vos e espero que esta semana também tenha sido boa (menos PARA VOCÊS OS DE LISBOA QUE TIVERAM UMA AUTORA ESTRANGEIRA!) Agora sim, vou chorar para o canto.
Advertisements

About Adeselna Davies

Occasionally works as an English and German teacher, also loves to read all kind of books and wish someone would pay her to read and write reviews forever. She is also a magazine designer and writes short-stories.

2 responses to “Tidy Friday #11

  1. Ana, não és a única a ter dúvidas sobre a sua escrita? Ou tu esqueces-te das crises que de vez em quando tomam lugar nos encontros dos nanoninjas?
    (quase) Todos os escritores duvidam do seu talento. Mesmo os premiados, os que só recebem elogios, os que não têm razões nenhumas para duvidar duvidam. É a natureza humana!
    O que interessa é que persistas. E se há pelo menos uma pessoas que diz que escreveres bem (não vale se for da família), então é porque existem mais pessoas que vão gostar, e tu deves continuar.
    Além de que 'quem não arrisca, não petisca'. 🙂

  2. concordo contigo na parte dos autores, mas olha que ate a Porto Editora (é do porto certo?) leva as escritoras para lisboa. vai la ralhar com eles eheh

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog stats

NetGalley Wellness Challenge

May 2013
M T W T F S S
« Apr   Jun »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Goodreads

Livro do mês

Follow Illusionary Pleasure on WordPress.com

IL Buttons

%d bloggers like this: