O inferno de Gabriel

O Inferno de Gabriel
SYLVAIN REYNARD    
Editora: Saida de Emergência
Nº de Páginas: 512

Sinopse:

O enigmático e sedutor professor Gabriel Emerson é um reputado especialista na obra de Dante. Mas à noite dedica-se a uma vida de prazer sem limites, não hesitando em usar a sua beleza de cortar a respiração para manipular as mulheres a satisfazerem cada capricho seu. Talvez por isso se sinta torturado pelo passado e consumido pela crença de que está para lá de qualquer salvação. Quando a jovem Julia Mitchell se inscreve como sua aluna de pósgraduação, Gabriel não consegue ficar indiferente. Ela é linda, deliciosamente inocente, um diamante em bruto para ele polir. Sempre que Julia se apercebe do olhar de predador dele, espera sentir receio, mas o que verdadeiramente sente é uma estranha luxúria que a assusta. Desejando desesperadamente possuí-la, Gabriel põe em perigo não só a sua carreira, como ameaça desenterrar segredos de um passado que preferia manter oculto. Uma história inebriante sobre amor proibido, luxúria e redenção, O Inferno de Gabriel retrata a jornada de um homem que procura escapar do seu próprio inferno pessoal enquanto tenta conquistar o impossível: perdão e amor.

O Inferno de Gabriel, embora tenha sido carimbado como um dos sucessores do fenómeno mundial das Cinquentas sombras de Grey, não tocou sequer no tema do bondage e sadomasoquismo, tendo apenas a editora pegado na fama e distribuído o livro como tal, apenas como uma estratégia de marketing.

‘Dante and Beatrice’
por Marie Spartali Stillman

O melhor que “O inferno de Gabriel” tem é o facto de se aliar ao clássico da Divina Comédia e do famoso amor entre Dante e Beatriz para construir uma história contemporânea com valores do amor medieval. O livro dá continuidade a algumas partes características que apareciam no fenómeno das cinquenta sombras, nomeadamente no facto da personagem de Gabriel ter um passado negro, ser rico e ter um cargo alto como professor na faculdade, ao passo que a personagem de Julia é desastrada. Contudo, as semelhanças terminam aqui. Julia é uma mulher inteligente e, ainda que tenha sido impedida de seguir um futuro melhor por causa da falta de dinheiro, isso não a impede de conseguir seguir a sua tese de mestrado em Dante. Reynard deu ainda continuidade a uma tendência dos romances actuais, ao colocar a personagem de Gabriel com um temperamento ora calmo, ora furioso e a maltratar a pobre Julia, que está completamente desfeita por ter terminado recentemente uma relação abusiva. Julia é a personificação da mulher-anjo de Beatriz, pura, casta e a musa de Dante.
Gabriel aos poucos vai conhecendo a personagem frágil em que Julia se tornou e apercebe-se de que a sua atitude de professor/orientador, passa a ser de protector e algo mais. Gabriel, que de início é uma personagem detestável, aos poucos transforma-se num homem gentil. A
questão da virgindade é muito mais central do que em cinquenta sombras. Gabriel não vê a virgindade como um impedimento, mas uma prova da pureza de Julia, tal como a de Beatriz. A figura de Julia acaba por ser o ideal de uma mulher renascentista a viver no século XXI, ainda que o seu papel seja redentor. Tal como na Divina Comédia, Beatriz desce ao Purgatório para encaminhar Dante para o Paraíso, tal como Julia é o anjo que salva Gabriel das trevas. De certa forma, tal como Dante, também Gabriel desceu aos Infernos na sua adolescência, ainda que o acaso (ou destino), o tenha aproximado da sua musa para o salvar do seu castigo. Se Reynard seguir a estrutura da Divina Comédia, então de facto este primeiro livro capta os tormentos de Gabriel no Inferno, mas sobrevivendo encontra-se no purgatório, onde as almas flutuam à espera de um destino final. Sem Julia, Gabriel cai no abismo do Inferno e nessa missão que está implícita no romance, o verdadeiro poder reside na mulher anjo, pura para salvar o homem. Gabriel pode ter dinheiro, mas sem Julia a sua “escuridão” regressará e será um homem condenado, tal como Dante na Divina Comédia sem Beatriz. No fundo, a mulher é apresentada como a salvação do homem para a eternidade.

Dante e Beatriz ou Beatrice no Paraíso

Assim, Reynard consegue de alguma forma resgatar alguns leitores que ficaram desiludidos com a trilogia da autora E. L. James e depositar alguma esperança nesta. O segundo livro já está disponível em português e o terceiro sairá ainda este ano em inglês.

Advertisements

One thought on “O inferno de Gabriel

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s