Noite sem fim

Noite sem fim
Agatha Christie
Editora: ASA
E-book com 179 páginas

Sinopse:

Alguns nascem para o Doce Prazer Alguns nascem para a Noite sem Fim Infelizmente, a grande maioria das pessoas que decidem ir viver para o Terreno do Cigano está condenada a uma “noite sem fim”, geralmente como resultado de um “acidente”. Mas para os recém-casados Michael e Ellie Rogers, aquele parece ser o lugar perfeito para começar uma vida a dois. O casal decide ignorar os avisos sobre uma maldição mortal lançada sobre o terreno. É verdade que acontecem algumas coisas estranhas, mas isso são apenas inconvenientes e não uma maldição. Até que, um dia, ela vai andar a cavalo e não regressa…   “Noite sem Fim” (Endless Night) foi originalmente publicado em 1967 na Grã-Bretanha, tendo sido editado nos Estados Unidos no ano seguinte. Foi adaptado para o cinema em 1972, com Hayley Mills, Hywel Bennett e George Sanders nos principais papéis.  

* * *

Nunca li nenhum livro da Agatha Christie, mas segui a série da BBC. Nisto prefiro o Sherlock ou o Philip Marlowe. Mesmo sem ter lido nada é óbvio que sei que a Mrs. Christie era a “Dama Negra” e por isso estava à espera de algo macabro e insólito a acontecer logo nas primeiras páginas. O livro está dividido em três partes e as respectivas correspondem à evolução do romance e ao desenlace.

“O mundo é um lugar mau”

Eu pensava realmente que o crime ia acontecer nas primeiras páginas e o casamento iria ser feito através de flashbacks. Acredito que se a Agatha Christie vivesse agora, muitas editoras iriam recusar-lhe este manuscrito por o início ser tão aborrecido, mas ainda bem que não porque o fim, meus queridos é dos melhors que já li! O narrador autodiegético (Michael) conta-nos numa primeira parte, sobre a sua vida e como conheceu Ellie. Isto demora sensivelmente 50 páginas. Estas primeiras páginas servem para conhecermos as personagens e como Michael e Ellie se conheceram e apaixonaram-se. Ou seja, Christie suga o leitor para o mundo criado por ela para a queda no fim ser mais alta!

Até que ponto é que tem de haver indícios de que haverá um crime?
O livro está cheio de avisos de que algo correrá mal, o que nos relembra a literatura gótica com a simbologia que rodeia as personagens e avisa o leitor de que alguém irá morrer. As próximas 50 páginas são as personagens a serem avisadas de que haverá uma desgraça, e a ignorarem. Agatha Christie jogou bem com os elementos tradicionais góticos para alertar o leitor, contudo o narrador repete eternamente que algo vai correr mal (o que pode jogar a favor e o leitor esteja ansioso para saber quando é que a desgraça vai acontecer).

Christie joga ainda bem com um elemento surpresa: porque é que a população quer tanto que Ellie e Mike saiam do Terreno dos Ciganos? Os elementos de mistério estão lá, o que faz com que o livro seja de mistério, longe dos empolgantes livros do Piorot. A terceira parte é a que corresponde à tradicional escrita de Christie e a recompensa para quem queria um livro “típico” da autora.

Então, perguntam vocês:


Porque é que devo ler o livro? 

Os últimos dois/três capítulos são tudo o que um leitor pode sonhar! Mostra o quão mentirosos e horríveis as pessoas podem ser, mostra que nem sempre estamos seguros e que acima de tudo. É a reward perfeita, tudo encaixa, tudo faz sentido e sentimos que caímos na armadilha que nem patinhos. Ah Mrs. Christie, you had me there! Como adoro cair nas armadilhas como as personagens e rir-me quando descubro tudo! Adorei o fim, adorei! É tudo o que um leitor quer: o mistério está resolvido, cai o pano de falsidade das personagens e acima de tudo ficamos com uma sensação de euforia dentro de nós! 4 stars for you, madam! E se continuar assim divorcio-me do Marlowe and we shall have our own British Dead Party.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s