Dizem que tenho mau feitio, mas …

Em primeiro lugar, quero apenas dizer que um livro que requer só e unicamente a técnica do tell + infodump  e espera que o leitor aceite as palavras nunca irá ser considerado bom. Em segundo, doi-me profundamente que eu leia autoras de romances light Harlequin-style que SABEM o que é um livro e sabem que acima de tudo um livro tem de ter uma história e uma estrutura. 
Lamento que muitos autores portugueses não saibam a estrutura clássica de uma história e pensem que um livro pode ser um apanhado de pensamentos e cenas pseudo-intelectuais – sorry boys and girls, no such luck.
Isto para avisar que, a partir de hoje, qualquer livro que tenha apenas a técnica do tell será deixado de lado sem o ter terminado e a crítica será: Não o terminei porque o/a autor/a não sabem escrever e pensam que sabem. Estou, literalmente, farta de ler IMENSOS* livros portugueses com tell e de ler livros a 2€ onde os autores esforçam-se para fazer show.
Also, quem disser “O tell é uma técnica como outra qualquer, tu tens é inveja, és uma merda” vai levar com livros de escrita criativa na tola para aprender a ficar calado!
Querem escrever, APRENDAM a escrever. Estou farta que os autores portugueses pensem que escrever é apenas quando se está inspirado. LEIAM, cultivem-se, não tenham MEDO de admitir que estudam literatura ou escrita. Porque ler livros que mais parecem composições de escola – NÃO. Sejam humildes, aprendam, cresçam, escrevam, mas não peçam a uma crítica que tape os olhos às coisas básicas de um livro.
Agora vou para o canto respirar fundo e ler o “A song for Lya” do George R. R. Martin.

*não digo todos porque sei que há autores portugueses que se preocupam em mostrar e desenvolver as suas histórias e personagens.

Advertisements

About Adeselna Davies

Occasionally works as an English and German teacher, also loves to read all kind of books and wish someone would pay her to read and write reviews forever. She is also a magazine designer and writes short-stories.

3 responses to “Dizem que tenho mau feitio, mas …

  1. Eu concordo mas acho que o Show vs Tell não se aprende. Ou se sabe fazer ou não se sabe.

  2. Ninguém nasce ensinado, é um processo de aprendizagem como outro qualquer. Um autor que se iluda a pensar o contrário nunca evoluirá. Quem tem esse nível de arrogância esquece-se que existem Mozart’s neste mundo, génios com um incrível talento natural, mas são a excepção, não a regra.

  3. Por isso é que há tantos escritores com E grande no mundo…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog stats

NetGalley Wellness Challenge

December 2012
M T W T F S S
« Nov   Jan »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Goodreads

Livro do mês

Follow Illusionary Pleasure on WordPress.com

IL Buttons

%d bloggers like this: