George R. R. Martin em Portugal

Que sessão! Foi curta, foi muito curta… aliás desde que acordei ás 6 da manhã, tive a brilhante ideia de levar corpete e tacão alto e ainda duas reuniões e duas aulas logo às 8.25 da manhã. O que me faz pensar que já estive mais longe de ser considerada senil! Passo a explicar: acordei bem disposta a pensar “Tenho reunião e tenho de imprimir coisas… fixe!” depois lá apanho os transportes, assisto às aulas (lindo), tenho uma reunião, almoço no metro uma sandes e ainda tenho outra reunião na faculdade! A reunião na faculdade corre muito bem e só demoro uma hora! Deus seja grande e depois penso “Bem ainda posso queimar uma hora, visto a FNAC não ter tomadas!” Vou ainda para a faculdade nas calmas ingénua a pensar que chego lá e tenho lugar na boa. Apanho o metro ás quatro da tarde e chego à paragem do metro e é o caos! Não sei para onde ir e o meu sentido de orientação é tão tão mau que fui ter ao parque de estacionamento dos carros, depois de ter envergado por ruas suspeitas! Chego à FNAC e só tem uns vinte/ trinta lugares para as pessoas se sentarem… mas há um! Um lugar à minha espera… mesmo à frente do Martin!!! E fico a pensar “Thank you so much God! I owe you one!” Lá estavam a Inês Montenegro, o Hélder, a Mariana do Nanowrimo e entretanto fiquei com um torcicolo. Passa uma hora e penso “ok isto não é assim tão doloroso”, passa duas e eu já não aguento! A companhia ajudou muito. Acho que nunca fiz tanta piada com um senhor, mas sinceramente a foto que colocaram dele não era a melhor. Mas enfim a espera valeu a pena até porque estive sentadinha a escrever a minha fundamentação pedagógica para o meu segundo bloco didáctico de alemão. E enquanto eu estava concentrada a escrever aparece o Martin! Assim do nada e começam a chover aplausos e eu atrapalhada a guardar as folhas… (só a mim, só a mim)
Indo ao que interessa! O senhor Martin é um “tipo” porreiro, cheio de piadas, cauteloso e um bocado admirado pela quantidade de pessoas que estavam lá a assistir (visto que segundo ele a ultima vez que veio a Portugal só tinha umas 30 pessoas a assistir na plateia). Houve direito a três perguntas: How do you find the names to your characters? Which episode from the series did you write? Whose fault is that there are 7 books: the characters or the author? (e outra que não me lembro). Deu-se início à sessão de autógrafos antes que segundo o Martin “They’ll be making children outisde” e ainda “and I’ll be dead” (sim a fila era assim tão grande)
Entretanto pude confrontar o autor com uma pergunta de extrema importância que está certamente a preocupar os leitores que foi: When you finish the series, are you going to cut your beard? Ao qual me foi respondido: I trim it now and then, but the last time I shaved was back in 1982. Portanto meninos e meninas provavelmente iremos ter um Martin de cara lavada… God knows when. Resultado: uma dor de costas enorme, um autografo e uma boa noite de sono! Mais tarde irei colocar as fotos com o sr. a assinar, mas para já fica o rabisco ou ainda a tensão arterial do sr. (claramente entusiasmado comigo)

Aqui ficam as fotos da sessão:
Digam lá se não estava sexy para o senhor Martin?

Advertisements

One thought on “George R. R. Martin em Portugal

  1. Inês Santos says:

    Acreditas que depois de tanta conversa sobre a vinda do martin ca e depois de ter perguntado 10 x a Marion como tinha sorrido tu és a unica, desta forma, a contar me o que raio aconteceu naquele dia???!!! Impressionante

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s