A hipotética morte do crítico

Um artigo excepcional no site da PNETliteratura intitulado “A hipotética morte do crítico” (pena é terem mencionado o nome do Chmosky no fim)

O nivelamento do crítico passa por uma tendência de inversão de influência. A hipotética perda de poder do crítico deve-se à modernista inversão de influências, onde o número de leitores afecta o crítico e não o contrário. A partir daqui até se promover o desaparecimento (ou definhamento) do crítico é um passo muito curto. A desconstrução do papel da crítica é o resultado da ânsia de desconstrução derridiana. O facto de a literatura ter vindo a ser institucionalizada (através do sistema de ensino, das academias, clubes, por exemplo) não diminui a presença do crítico, mas antes aumenta a sua responsabilidade O seu discurso chega a leitores mais informados, a leitores com opinião fundamentada e, por isso, o discurso deve ser e pode ser adaptado a um grau superior ao que tinha vindo a ser até ao momento anterior.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s