O fim chega numa manhã de nevoeiro

Encontro-me neste momento a meio do livro e uma coisa que salta à vista é: mas calma isto é mesmo fantasia urbana? Bem eu já li alguns livros de fantasia urbana, nomeadamente Kitty and the midnight hour e a primeira duvida foi o autor sabe o que é fantasia urbana? Ou isto nem sequer é fantasia urbana e as pessoas começaram a catalogar o livro só porque sim? Se for, o worldbuild é inexistente. De facto é maravilhoso conseguir escrever um livro onde nem uma rua é descrita e nem sabemos nada de Lisboa (ano? a Lisboa onde se passa a acção é diferente da Lisboa actual?) e por fim D. Sebastião… srsly? Again? O gajo foi good for nothing e insistimos em reviver a criatura? Se isto for de facto fantasia urbana it kinda sucks.
Advertisements

About Adeselna Davies

Occasionally works as an English and German teacher, also loves to read all kind of books and wish someone would pay her to read and write reviews forever. She is also a magazine designer and writes short-stories.

5 responses to “O fim chega numa manhã de nevoeiro

  1. Já me estás a deixar triste. Eu que tinha tantas esperanças que fosse a pedrada no proverbial charco…

    Btw: Sebstião? É mesmo assim que aparece grafado?

  2. Foi typo, também tinha fabtasia 😄 Depois é que vi, mas estava com tanto sono, estava em casa de uns amigos a jantar e adormeci no sofá. Estou velha para estas coisas…

  3. Comecei a ler e não concordo com algumas coisas que escreveste. Primeiro a tal descrição do Mendes (sim, sei que isso escreveste noutro sítio, but bear with me on this one). Epá, basta olhar para a capa. Segundo a localização temporal. Isso vem logo na página 14 quando ele descreve o que está a dar no noticiário. Por vezes é-se demasiado subtil…

  4. Oh T, eu agora lanço um livro com a personagem da capa e que fixe escuso de descrevê-la -.-” Eu gostava de coisas mínimas! Estou a poucas páginas de acabar e a coisa lá melhorou, mas não dou mais que 2 estrelas. Outra coisa cada vez que o homem é atacado na cabeça ou acaba no chão vou beber um shot! :p

  5. Ontem quando comecei a ler apercebi-me que conhecia aquelas personagens dalgum lado. Uma visita ao site do autor e voilà! São dum conto que apareceu na Bang! Talvez por isso se explique a falta de caracterização. Que de resto em primeira pessoa não costuma existir. 😀

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog stats

NetGalley Wellness Challenge

January 2012
M T W T F S S
« Dec   Feb »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Goodreads

Livro do mês

Follow Illusionary Pleasure on WordPress.com

IL Buttons

%d bloggers like this: