Feministas wannabes

O protector

Madeline Hunter

Editora: Edições ASA

Páginas: 288

“O protector” está dividido em duas partes: a primeira metade em que a personagem principal Anna de Leon tem toda a potencialidade para ser uma heroína poderosa e a segunda parte onde Anna de Leon é assassinada pela autora em prole de um final feliz que satisfaça as parvinhas das românticas. Anna de Leon é uma mulher não muito típica do período medieval. Poderosa, gosta de se vestir de homem, maneja bem o arco e não se quer casar tão cedo… aliás não se quer casar ponto. Pessoalmente não entendo porque é que as personagens femininas para serem “rebeldes” têm de ser tão extremistas. Podem considerar Anna de Leon talvez feminista, contudo e apesar da independência no seu carácter ser um ponto positivo, não entendo porque é que a autora exagerou tanto na personagem. Ela podia vestir-se de homem e manejar bem o arco e ter como ideal escolher um marido ela própria. Até aqui apesar de haver alguns pontos extremistas, digam lá que Anna de Leon não parece ser uma personagem feminina apetecível? Óbvio que se o livro foi o best-seller a autora tinha de estragar tudo. E estraga através da personagem masculina: Morvan – um homem possessivo, que só pensa em sexo basicamente e que não aceita a condição de Anna e só pensa em protege-la. Morvan é a maior falha de Hunter. Se a Anna é um estratega brilhante e usa bem as armas porque raios precisava ela de um cavaleiro? Ainda por cima um que só quer saltar para debaixo das saias. Madeline Hunter estragou todo o potencial ao oferecer às leitoras um final feliz. Traiu os ideais da sua personagem ao fazer com que ela aceite aquele homem na sua vida. Uma personagem como esta na época medieval só teria dois fins possíveis: manicómio ou suicídio. Penso que um final trágico dava outro ambiente. Anna de Leon tornar-se-ia uma personagem trágica, uma vítima do seu tempo e do comportamento machista. Em vez disso tornar-se-á uma dona de casa com muitos filhos e um marido para a proteger… Thank you mrs. Hunter por ter tentado escrever algo feminista, mas no thanks.
Advertisements

About Adeselna Davies

Occasionally works as an English and German teacher, also loves to read all kind of books and wish someone would pay her to read and write reviews forever. She is also a magazine designer and writes short-stories.

4 responses to “Feministas wannabes

  1. Irrita-me profundamente personagens assim e choca-me a incapacidade de encontrar um meio termo entre mulheres fortes e tolinhas lamechas.

    É impressão minha ou estas supostas feministas são mais machistas que muitos homens?

  2. Eu nem sei por onde começar, é que se aquilo se passa na época Medieval o mais provavel era ter acontecido o mesmo que á d'Arc. Agora se queria meter uma mulher mais moderna, podia sempre ter criado uma personagem masculina diferente. Um que aceitasse a condição de guerreira e não a quisesse proteger. E não sei quem lhes meteu na cabeça que uma mulher para ser independente tem de ser solteira… Lá está escrevem sobre o período e não fazem pesquisa.

  3. Olha que realmente uma personagem razoavelmente “moderna” para o tempo que depois se contenta com um f*dilhão qualquer e puff final feliz??? Ainda não li este mas li dois da autora, os primeiros que sairam em portugal mas parece-me que quem leu um leu todos…ou são umas coitadinhas ou rebeldes mas precisam sempre de um gajo nas suas vidas…não há-de as pessoas estarem sempre a chatear-me de ser solteira se é isto que se cria no sociedade…mulher sem homem n é nada 😦

  4. Li este livro e fiquei com a mesma impressão. senti-me tão mal com o desenrolar da história que já odiava as duas personagens principais. o que me fez deixar o livro de lado. bah.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog stats

NetGalley Wellness Challenge

August 2011
M T W T F S S
« Jul   Sep »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Goodreads

Livro do mês

Follow Illusionary Pleasure on WordPress.com

IL Buttons

%d bloggers like this: