Coraline

Coraline e a Porta Secreta
Neil Gaiman
Páginas: 120
Tradução: Inês Aboim Borges
Colecção: Estrela do Mar
Editora: Editorial Presença

Neil Gaiman, you did it again. Não sei como ele o faz exactamente. Não sei se é o seu ar horripilantemente charmoso, que tem um certo quê de Tim Burton com feições britânicas, que nos levam a suspirar por cada palavra que escreve. Coraline é uma Alice in Wonderland gótica, que também se deixa levar pelos seus sonhos. Enquanto Coraline representa a alienação das crianças de hoje em dia e a solidão, Alice, com os seus tabus da época nada mais era do que uma metáfora do crescimento e da descoberta sexual. Sendo assim podemos considerar Coraline mais adequado para crianças ou jovens. Em ambas as histórias existe um gato, mas um fica famoso por ser de Cheshire e outro simplesmente se chama gato. O facto de o gato não ter nome atrai para si um sentimento maravilhoso de identidade. Nós somos todos únicos independentemente do nome que nos é atribuído. Quando Coraline é confundida por Caroline, não é o facto de ela não gostar que o nome seja trocado. Simplesmente ela é Coraline e não Caroline. Se a chamassem rapariga era fácil de a identificar. Caroline, por outro lado, implica um nome próprio que não lhe pertence.
A simplicidade das palavras de Gaiman conseguem atingir miúdos e graúdos, contudo há sempre algo de macabro nas histórias inventadas pelo autor. Em “The Graveyard Book” Nobody Owens cresce e vive a sua infância num cemitério, em “Neverwhere” a dupla Mr. Vandemar e Mr. Croup eram capazes de causar um medo na espinha, em “Coraline” a outra mãe é uma bruxa, com olhos de botão, cujo maior desejo é ficar com a filha para sempre. Para isso Coraline terá de se livrar dos seus olhos e cosê-los com dois botões. O mundo moderno é assim – as crianças precisam de uma dose certa de terror, com uma dose q.b. de literatura juvenil.
Um livro muito mais complexo do que se poderá pensar à primeira vista. Well done, mr. Gaiman.
Advertisements

About Adeselna Davies

Occasionally works as an English and German teacher, also loves to read all kind of books and wish someone would pay her to read and write reviews forever. She is also a magazine designer and writes short-stories.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Blog stats

NetGalley Wellness Challenge

September 2010
M T W T F S S
« Aug   Oct »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Goodreads

Livro do mês

Follow Illusionary Pleasure on WordPress.com

IL Buttons

%d bloggers like this: